Fé – Rafael Ramos

Graça e Paz!

Quantos de nós presumimos ter fé?!

No âmbito popular a fé tem perdido seu valor, tornando-se semelhante a palavra crer; então uma pessoa acredita que vai passar no vestibular e ela diz, ‘eu tenho fé que vou passar no vestibular’. No entanto isso não é o mesmo que a fé bíblia, a não ser que Deus lhe tenha revelado isso.

A fé bíblica é dada por Deus, não é algo que produzimos por nós mesmos, ela é um dom, dom de Deus, uma fé sem semelhanças com Jesus é pura crendice.

Jesus, o Messias, é o autor e consumador da nossa fé, isso quer dizer que além de produzi-la e nos presenteá-la, ele também é o consumador, digo, é ele quem realiza através de nós aquilo que nos tem dado, em outras palavras, ele é o gerador e o realizador da nossa fé.

Sem essa fé é impossível agradar a Deus, sem ter o Messias atuante em nós, nós não podemos agradá-lo, pois nossas próprias obras não agradam a Deus, são como trapo de imundice, como diz o profeta, mas as obras que Jesus realizadas em nós e através de nós, sim, essas agradam ao Eterno.

Por isso, dizer que vou passar de ano pois tenho fé, ou dizer que farei isso ou aquilo pois tenho fé, também são heresias, nós não devemos presumir algo que Deus não nos tenha revelado, então se Deus quiser, nós faremos isso ou aquilo, e o que passa disso é maligno.

Se você diz que tem fé, mas suas obras não condizem com o Messias, tal fé não é bíblica, sua fé é morta.

“Visto que Deus é um só, que justifica pela fé a circuncisão, e por meio da fé a incircuncisão.” Romanos 3:30

“Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?” Tiago 2:14

Lembre-se, Jesus é o autor e consumador da nossa fé, sem o consumador não há salvação!

“Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.” Hebreus 12:2

Série: Heresias – Rafael Ramos

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” – Gálatas 5:19-21

Santo – Rafael Ramos

Graça e Paz!

Ao observar a peregrinação das pessoas dentre as religiões, nota-se claramente um padrão entre nós, pelo menos na maioria; pense você sobre isso e faça uma breve reflexão, diga se não é assim,

Muita vezes nascemos dentro de uma religião e a ela nos acomodamos, mas quando isso não acontece, nós avaliamos uma religião tetando somar o que ela tem de melhor, ou escolher uma se baseando naquilo que ela traz de sentido pra nós, algo do tipo, não é verdade?!

A partir daí escolhemos o que seguir, no que acreditar, etc; E mesmo sabendo que a religião que escolhemos tem defeitos, nós a defendemos na maioria das vezes, com unhas e dentes até.

Sabemos também que nem todos são assim, nosso intuito aqui é levá-lo a refletir sobre este devocional, por isso generalizamos.

Seja qual religião for que escolheu, em algum momento você será contra um ou outro ensino, e de fato, não conhecemos uma religião que seja tão santa quanta a Palavra de Deus.

Agora, esperar que uma igreja seja totalmente santa é bastante diferente de esperar que alguma religião seja, e saber disso talvez seja o divisor de águas para muitos que oscilam na fé, pois a religião santa e perfeita existe sim, só não está entre prédios e instituições, mas nas Escrituras. Portanto, ainda que seja muito bom a comunhão entre irmãos, e é evidente que é, não seja você escravo da falsa religião, não trate a religião como o torcedor trata seu de time de futebol, ou trate, mas procure ser sincero sobre ele, ou melhor, sobre ela. Religiões criadas pelos homens não podem religar o homem a Deus, Jesus sim. Então confronte todo ensino que sua religião possuí junto ao ensino de Jesus, junto à Palavra de Deus.

Agora vamos começar a separar algumas coisas, discernindo através dos conceitos àquilo que a Palavra nos diz.

A palavra santo significa separado, nas Escrituras está relacionado a separar algo ou alguém para que esteja de acordo com a vontade de Deus.

Temos o ‘santificar o sábado’, ou seja, separar este dia para fazer somente aquilo que Deus quer que se faça neste dia, temos ‘santificar a residência, o campo, etc.’, retirando deles tudo aquilo que não agrada a Deus, ‘santificar os utensílios, o altar, etc.’, separando-os para o uso exclusivo das liturgias bíblicas, etc.

Este é o significado da palavra santo, separado. Relacionado ao homem é ser separado por Deus para ser semelhante ao Messias.

As Escrituras dizem que sem santidade ninguém verá a Deus (Hebreus 12:14)
Que a Torah é santa, e o mandamento é santo (Romanos 7:12)
Que Deus é santo (1 Pedro 1:16)

A primeira heresia que colocaremos em evidência esta relacionada a esta palavra, Santo.

A princípio, santos não são apenas os que já morreram no Senhor, as Escrituras se remete aos vivos como se pode ver em: (Salmos 30:4, Esdras 8:28, 1 Pedro 2:9, 2 Coríntios 13:13, etc.)

As Escrituras diz que a ressurreição dos mortos ainda não aconteceu (2 Timóteo 2:18), logo santo ou não todos que morreram ainda estão aguardando a ressurreição, as Escrituras não fornece nenhum dado para se crer que algum homem, ou mulher, por mais santo que tenha sido, tenha recebido poderes sobrenaturais para interceder ou efetuar milagre após a morte, queremos dizer, todos que morreram não tem poder algum para fazer isso, então fazer prece para tais é inútil e ensinar isto é pura heresia, uma vez que as Escrituras afirma que Jesus é o único mediador entre Deus e os homens, e também intercede por nós.

Alguns argumentam que os discípulos de Jesus tenha ido a Maria mãe de Jesus pedindo algo, e que ela intercedia ao Messias por eles, sim é verdade, mas não sejamos displicentes, Maria estava viva, os discípulos vivos e Jesus muito mais, ou seja, pode até alguém vivo orar por outra pessoa, isso é algo tão natural como Jesus assim nos ensinou, mas orarmos para São Toinho depois que Toinho já faleceu já é heresia.

Em suma, santo algum pode salvar, apenas o Messias, Jesus. Consultar alguém que já morreu para que resolva seus problemas é errado, é abominação para Deus, conforme relata as Escrituras em (Deuteronômio 18:10-12)

Estude as Escrituras, peça a Deus discernimento e retire de ti tudo aquilo que impede você de alcançar o pleno entendimento da verdade, pois heresia é pecado de morte e quem as pratica não herdará o reino de Deus (Gálatas 5:19-21).

A palavra santo segundo o dicionário Strong

06942 – קדש qadash

Número: 06942

Palavra: קדש qadash

Idioma: Hebraico

Descrição: Uma raiz primitiva; DITAT – 1990; v.

1a) (Qal)
1b) (Nifal)
1c) (Piel)
1d) (Pual)
1e) (Hifil)
1f) (Hitpael)
1) consagrar, santificar, preparar, dedicar, ser consagrado, ser santo, ser santificado, ser separado
1a1) ser colocado à parte, ser consagrado
1a2) ser santificado
1a3) consagrado, proibido
1b1) apresentar-se sagrado ou majestoso
1b2) ser honrado, ser tratado como sagrado
1b3) ser santo
1c1) separar como sagrado, consagrar, dedicar
1c2) observar como santo, manter sagrado
1c3) honrar como sagrado, santificar
1c4) consagrar
1d1) ser consagrado
1d2) consagrado, dedicado
1e1) separar, devotar, consagrar
1e2) considerar ou tratar como sagrado ou santo
1e3) consagrar
1f1) manter alguém à parte ou separado
1f2) santificar-se (referindo-se a Deus)
1f3) ser visto como santo
1f4) consagrar-se

Série: Heresias – Rafael Ramos

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia,
Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,
Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” – Gálatas 5:19-21

A essência – Rafael Ramos

Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem.
Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.
São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem.Mateus 15:18-20

Quando falamos sobre o coração, geralmente é algo que nos remete a sentimentos e pensamentos, algumas pessoas relacionam com a alma ou com a mente, no entanto são apenas sinônimos de uma mesma coisa, o âmago do ser, nossa essência, aquilo que nos define, que faz brotar nossas palavras e ações.

A solicitação de Cristo a respeito de negar-se a si mesmo não diz respeito a negarmo-nos na íntegra, mas sobre aquilo que em nós contradiz a natureza santa de Deus, ou seja, devemos negar aquilo que em nós nos leva ao pecado. É nesse momento que nossa essência passa a ser Cristo, porque já não há em nós algo que o contraria, mesmo por sermos diferentes em vários aspectos, como gostos, vocações, dons, talentos, etc.

No entanto, como negar aquilo que nosso coração anseia?

Apesar de estarmos inclinados a querer a Deus, e isso apenas por sua própria vontade, pois sabemos que tanto o querer quanto o efetuar provém dele, mesmo assim nosso coração deseja aquilo onde nossos olhos insaciavelmente estão a olhar.

Para onde nós olhamos, quais os pensamentos que cultivamos, os sentimentos que insistimos em lembrar e também os que não queremos esquecer, estas são as coisas que compõe nosso eu, e se não procedermos bem, então menos lugar haverá para a vontade de Deus. Se nos abarrotamos apenas de coisas más, então por onde Deus começará a trabalhar? Ou, se não buscamos ler as Escrituras por exemplo, ou deixar de orar, ou não refletir sobre nossos atos e examiná-los comparando-os com aquilo que a Palavra de Deus nos ensina, como então poderíamos negarmo-nos, se nem ao menos saberíamos sobre o que negar?

Não tem como ser cristão se não olharmos constantemente para ele e negar aquilo que em nós já não deve ter mais espaço. E essa guerra constante, ela se ameniza a media que desistimos do nosso eu, ela vai se tornando mais branda à medida que somos transformados a semelhança de Cristo, e num breve momento você nem percebe o quão diferente se tornou. Mas não se engane, essa guerra será travada enquanto vivermos nesse corpo corruptível, portanto nunca pare, aproveite que quanto mais forte ficar, mais fácil as coisas parecerão, quão menos de você existir, mais fácil vencerá, porque daí já será muito mais de Cristo vivendo em você.

Série: A alma – Rafael Ramos

Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Jeremias 17:9